skip to Main Content
AMCG E CimSaúde Criam Samu Regional

AMCG e CimSaúde criam Samu Regional

Após anos de debates e questionamentos, a Associação dos Municípios dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG) e o Consórcio Intermunicipal de Saúde dos Campos Gerais (CimSaúde) conseguiram criar um novo Consórcio que irá regular o Serviço de Atendimento de Urgência e Emergência na região dos Campos Gerais, o CimSamu. A fundação do CimSamu ocorreu nesta sexta-feira, dia 2 de fevereiro, após discussão e aprovação do estatuto do novo Consórcio.

Puderam participar da aprovação do estatuto somente os municípios que já tiveram a lei de criação aprovada por suas Câmaras Municipais. Portanto, somente doze municípios constam hoje como ‘beneficiários’ do CimSamu: Arapoti, Carambeí, Imbaú, Ipiranga, Ivaí, Jaguariaíva, Ortigueira, Ponta Grossa, São João do Triunfo, Sengés, Telêmaco Borba e Ventania. “Isso não quer dizer que outros municípios não irão aderir ao Consórcio conforme suas Câmaras aprovem a lei. Somente que estes, que estão com o processo adiantado, é que comporão a sua fundação”, explica o presidente da AMCG, Juca Solobodá, destacando que o importante é que todos os 28 municípios estejam consorciados quando os serviços iniciem o funcionamento. “Isso porque todos os valores serão rateados”, complementa. Conforme Jaime Nogueira este deve ser o próximo passo do novo Consórcio. “Temos que fazer os contratos de rateio para iniciar os pagamentos dos municípios”, explica.

Além da aprovação do Estatuto do CimSamu, na reunião foi escolhida uma Comissão Provisória composta de três prefeitos municipais. Esta ficará responsável pela organização do processo eleitoral da primeira diretoria do novo Consórcio, que deverá ser eleita em fevereiro de 2019 para a gestão do primeiro biênio. Para isso foram escolhidos os prefeitos de Jaguariaíva, Juca Slobodá, de Carambeí, Osmar Blum e de Telêmaco Borba, Márcio de Mattos. “Optamos por eleger uma diretoria efetiva em 2019 para que a eleições municipais não venham a ocorrer na mesma época que a eleição do Consórcio. Assim os trabalhos podem ser mantidos normalmente”, explica o advogado Juliano Jaronski, um dos responsáveis pela elaboração do Estatuto.

Após a aprovação do estatuto e composição da comissão provisória, outras fases devem ser finalizadas para que o Samu inicie efetivamente o seu funcionamento nos Campos Gerais. Como a estruturação das bases para o serviço. O desenho de onde estarão as Unidades de Saúde Básica (USB)s e as Unidades de Saúde Avançadas (USA) já foi apresentado aos gestores da região, mas ele ainda pode sofrer adequações, conforme a necessidade.

Outros processos, como as operações aeromédicas e também a elaboração de um concurso público para a contratação de pessoas para o CimSamu devem ocorrer nos próximos meses. Após todas essas fases é que se dará a operacionalização do Serviço. “Mas a expectativa é que no mês de agosto esteja em funcionamento”, prevê o presidente do CimSaúde, o prefeito de Carambeí, Osmar Blum.


Back To Top