skip to Main Content
Chamadas Por Causas Respiratórias Aumentam Em 40% No SAMU

Chamadas por causas respiratórias aumentam em 40% no SAMU

A Central de Regulação do SAMU Regional vem trabalhando quase que em dobro nesses últimos dias. Devido ao período crítico da pandemia do Coronavírus, os chamados por queixas respiratórias subiram em torno de 40% desde o mês de fevereiro. “Desde o dia 13 contamos com um aumento significativo de chamados por causas respiratórias”, conta o diretor do Consórcio Intermunicipal SAMU Campos Gerais (CIMSAMU), Jaime Menegoto, lembrando que não há como precisar o número exato de emergências relacionadas a covid-19, pois muitos ainda não contam com diagnósticos.

Com base nos dados repassados pela Central, o aumento teve início em fevereiro, mas no mês de março está ainda mais significativo. “Em fevereiro a média era de 35 chamados diários devido a causas respiratórias, em março subimos para uma média de 50”, contabiliza o diretor, lembrando que estes números não contemplam os demais chamados de urgência e emergência.

No mês de janeiro deste ano, dos 5.382 chamados, 752 eram de ocorrências por queixas respiratórias, ou seja quase 14% das chamadas. Em fevereiro foram 18%, 1.018 do total de 5.597 chamados.

Conforme o diretor do CIMSAMU, o momento crítico da pandemia no Brasil vem gerando reflexos em todos os setores da sociedade e mais ainda na saúde. “Os recursos são finitos e os profissionais estão cada vez mais cansados. É muito importante que a população perceba e se solidarize com isso”, fala, pedindo respeito quanto as medidas de contingência adotadas.

Back To Top